(0 Votes)
12
Jun 2012
PDF Imprimir E-mail

Texto: Atos 2:42 E perseveravam na doutrina dos Apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. 

O grande derramamento do Espírito Santo permitiu o surgimento da igreja primitiva e trouxe grandes mudanças na forma de como servir ao Senhor. Os crentes daquela época passaram a desfrutar de uma nova realidade da vida cristã, pois estavam diante da eminência do poder de Deus que fora derramado. A unção unia as pessoas em tudo, eles compartilhavam tudo o que possuíam e isso fortalecia o evangelho de Jesus, que continuava a ser pregado pelos apóstolos.


Perseveravam na doutrina dos Apóstolos... A doutrina vem da palavra grega Didaquê e se refere a um modo de vida é um comportamento cotidiano. Os apóstolos defendiam doutrinas fundamentais; amor incondicional ao Pai Celestial; fazer diferença entre os dois caminhos, o do bem e o do mal, sendo que um deles leva o homem para o juízo e punição eterna; não ser conduzido pelo seu próprio instinto, pois nosso coração pode nos enganar.

Perseveravam na Comunhão... A palavra “comunhão” significa ter tudo em comum. O nosso grande desafio está em compartilhar o mesmo espaço, isso não é fácil. Quando somos cheios do Espírito Santo, nosso desejo é satisfazer a vontade do nosso Pai celestial. Deus não faz acepção de pessoas, pois todos que o reconhecem, recebem a sua paternidade. Para aqueles que querem desfrutar da benção de Deus, devem amar o próximo como a si mesmo e ter como meta a remoção de todos os obstáculos que podem abalar os relacionamentos. A comunhão estabelece naturalmente o relacionamento entre irmãos e permite que haja o respeito, amor e superação dos problemas. 

Perseveravam no Partir do Pão... A palavra de Deus diz que é melhor é dar do que receber. A igreja primitiva tinha essa virtude de compartilhar. Somos abençoados quando entendemos os princípios de Deus para nossas vidas, pois neles encontramos que se ouvirmos e guardarmos os mandamentos as bênçãos nos alcançarão. Teremos disponibilidade para dar e emprestar sem que nos falte, essa é vida que Deus tem para nós. Portanto, devemos vencer o orgulho e sermos participantes das necessidades uns dos outros. Os crentes daquela época compreenderam que estar na casa de Deus, era estar junto à fonte das bênçãos. Amados, quantas pessoas tem se afastado da casa de Deus e tem experimentado a ruína em suas vidas? São muitos os que abandonam a casa de Deus, até mesmo depois de um grande milagre. E quanto a aqueles que não comparecem no dia da santa ceia? Amados, somos chamados a perseverar no partir do pão, “a ceia do Senhor”, pois Cristo nos mandou fazer isso e também usa este sacramento para fortalecer nossa fé. Perseveremos, pois Deus confirma e garante as suas promessas, fortalece a nossa fé e nos alimenta para a vida eterna. 

Perseveravam nas orações... Orar é estabelecer o dialogo, muitas vezes oramos e não permitimos que Deus fale conosco, pois nossa meta na oração é apenas sermos ouvidos. A oração é o momento em que Deus deseja se relacionar conosco e às vezes entramos neste relacionamento apenas para pedir, sendo que deveríamos nos derramar diante de Deus e compreender a sua vontade para as nossas vidas.  Jesus ensinou não só a orar, mas também a perseverar na oração (Lc. 11.1-13). A oração é a permissão que Deus nos concede para aproximarmos dEle. Todos nós temos o privilégio de chegar à sua presença, tanto para agradecer por suas bênçãos quanto para pedir por nossas necessidades.

Amados, somos chamados por esta palavra a voltar a pratica dos rudimentos dos princípios da palavra de Deus, isso é o fator decisivo para marcarmos essa geração através do nosso testemunho e levar esta geração ao verdadeiro arrependimento.

 Pr Claudemir de Almeida

última atualização em Sáb, 02 de Agosto de 2014 17:24